30 maio 2013

Deus Fala por Meio de Sua Criação


Mesmo após o pecado, Deus não deixou de se comunicar com Sua criatura, pois, através da própria natureza, Deus fala com o homem que está longe dEle de maneira poderosa:
E, havendo Deus terminado no dia sétimo a Sua obra, que fizera, descansou nesse dia de toda a Sua obra que tinha feito.” Gênesis 2:2
A raiz da palavra hebraica traduzida aqui como “obra” (מלאכתו = malachtu) é a palavra hebraica “mensagem” (מלאך = malach).

Raiz, ou radical, é a base comum de significação de determinadas palavras. Um exemplo de radical é: fum-
A partir desta raiz teremos as seguintes palavras que estão todas associadas:
Fumar, fumado, fumaça, fumegante, fumegar, fumigar, esfumaçar, defumador, perfume
Sendo assim, a palavra mensagem e mensageiro (ou anjo, como chamamos) estão ligadas a palavra obra deste versículo acima.

Enfim, quando Deus criou os céus e a terra, e fez aparecer luz, firmamento, porção seca, vegetação, luminares e animais, não estava apenas criando o meio necessário para o homem viver, mas, por detrás de tudo que é físico, Deus se revelou ao homem. O versículo acima ficaria, então, da seguinte forma: “E, havendo Deus terminado no dia sétimo a Sua mensagem, que fizera, descansou nesse dia de toda a Sua mensagem que tinha feito.” Gênesis 2:2

Aqui estão alguns versículos que esclarecem melhor esse fato:
Os céus proclamam a glória de Deus e o firmamento anuncia as obras das Suas mãos. Um dia discursa a outro dia, e uma noite revela conhecimento a outra noite. Não há linguagem, nem há palavras, e deles não se ouve nenhum som; no entanto, por toda a terra se faz ouvir a sua voz, e as suas palavras, até os confins do mundo... A instrução do Senhor é perfeita e restaura a alma; o testemunho do Senhor é fiel e dá sabedoria aos símplices. Os preceitos do Senhor são retos e alegram o coração; o mandamento do Senhor é puro e ilumina os olhos...” Salmo 19:1-4,7,8
Fala o Poderoso, o Senhor Deus, e chama a terra desde o levante até o Poente... Os céus anunciam a Sua justiça, porque é o próprio Deus que julga.” Salmos 50:1,6
Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas. Tais homens são, por isso, indesculpáveis;” Romanos 1:20

Este último versículo, também tem um detalhe riquíssimo que fugiu à tradução: nos originais, onde estão as palavras “coisas que foram criadas”, poderíamos substituir por “poema”. Ou seja, as maravilhas da natureza são mais do que complexas criações, são o poema de amor que Deus escreveu para nós.
Enfim, a natureza tem muito a nos ensinar sobre o Deus Criador. É inconcebível olhar para os detalhes tão perfeitos da criação e não reconhecer que há um ser superior que criou tudo isso, tendo cada coisa uma finalidade específica.

Por exemplo, o ato da chuva cair e a contínua rotação das estações do ano são uma prova do amor e da fidelidade de Deus para com o homem:
... Vos anunciamos que vos convertais dessas vaidades ao Deus vivo, que fez o céu, a terra, o mar e tudo o que neles há, o qual nos tempos passados deixou andar todas as nações em seus próprios caminhos. Contudo, não deixou de dar testemunho de si mesmo. Ele mostrou misericórdia, dando-vos chuvas do céu, e colheita em sua própria estação, enchendo de mantimento e de alegria os vossos corações.” Atos 14:15-17

A Palavra está repleta de exemplos onde a natureza ensina o homem a viver:
Bem aventurado o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes, o seu prazer está na Torah do Senhor e na Sua Torah medita de dia e de noite. Ele é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo quanto ele faz será bem sucedido.” Salmo 1:1-3
Vai ter com a formiga, ó preguiçoso; olha para os seus caminhos, e sê sábio! Ela não tem superior, nem oficial, nem dominador, contudo no verão prepara o seu pão, e na sega ajunta o seu mantimento.” Provérbios 6:6-8
Levanta-se o sol, e põe-se o sol, e volta ao seu lugar, onde nasce de novo. O vento vai para o sul e faz o seu giro para o norte; volve-se, e revolve-se, na sua carreira, e retorna aos seus circuitos. Todos os rios correm para o mar, e o mar não se enche; ao lugar para onde correm os rios, para lá tornam eles a correr... Tudo fez Deus formoso no seu devido tempo; também pôs a eternidade no coração do homem, sem que este possa descobrir as obras que Deus fez desde o princípio até ao fim... Sei que tudo que Deus faz durará eternamente; nada se lhe pode acrescentar e nada lhe tirar; e isto faz Deus para que os homens temam diante dEle. O que é já foi, e o que há de ser também já foi; Deus fará renovar-se o que se passou.” Eclesiastes 1:5-7; 3:11,14,15
Por isso, vos digo: não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo, mais do que as vestes? Observai as aves do céu: não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo, vosso Pai celeste as sustenta... Considerai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham, nem fiam. Eu, contudo, vos afirmo que nem Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles.” Mateus 6:25-29
Eu sei que, depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos vorazes, que não pouparão o rebanho.” Atos 20:29

Deus deixou uma mensagem em cada detalhe de Sua criação.
Adam, ao receber a ordem divina de nomear e dominar sobre todos os animais, aprendeu muito com eles.
O próprio Adam percebeu que estava só e precisava de uma companheira ao olhar para os animais...
Mas quem ensinou as aves a debandarem em determinada época do ano de uma forma tão especial como fazem?
Quem ensinou os peixes a nadarem contra a maré numa determinada época do ano para reproduzirem?
Quem ensinou a aranha a fazer sua teia, ou a formiga a armazenar comida para o inverno e montar uma fortaleza como fazem?
Todos eles cumprem o propósito para o qual foram criados...
Será que eu e você temos cumprido os propósitos que Deus estabeleceu para nós?

Será que temos entendido o que Deus tem nos falado por meio de Sua criação?

Leia também:

O QUE NOS ENSINAM AS AVES?


O QUE NOS ENSINAM AS FORMIGAS?


AS ESTAÇÕES DA VIDA


O QUE NOS ENSINAM AS SEMENTES?

Nenhum comentário: